Voltando a Mendoza

E quem diria que, após menos de seis meses, iríamos voltar a Mendoza/AR? =D

On the road

On the road

Aproveitando o aniversário de 5 anos de casamento de um casal super querido, fomos a Mendoza encontrá-los e, “reboca-los” pra Santiago. Mendoza pra mim, é como um deja-vu permanente. Sempre me sinto à vontade, é como se eu já conhecesse a cidade de muitas e muitas épocas atrás.

Desta vez, resolvemos ir de carro, sonho antigo de Amore. Saímos de Santiago às 9:30 da manhã e, a viagem foi super tranquila, com direito a várias paradas pela estrada, e, como da última vez, muitos cliques maravilhosos.

Chegamos a Mendoza à tarde e, almoçamos perto do Hyatt, o “nosso” hotel favorito EVER (aliás, acho que é o favorito de todos os hotéis que conhecemos, e olha que não são poucos).

À noite, jantamos no Ocho Cepas, (Calle Peru, 1192). Já o havíamos conhecido quando fomos a Mendoza, em Maio e, era uma escolha fácil, dava pra ir a pé e, estava na nossa lista de “vamos voltar!”. O restaurante fica numa rua tranquila, numa casa antiga, adaptada para virar restaurante. Enfim, vale muito a pena. Da primeira vez, comemos carne e, desta vez, optei por um raviole de abóbora com recheio de ricotta e nozes na redução de Malbec. DIVINO. Voltamos pro hotel, fizemos um pit-stop no Cassino e, de manhã, após o café, resolvemos voltar para Santiago. EXCELENTE escoha, diga-se de passagem.

Chegando na fronteira...

Chegando na fronteira…

Fizemos uma viagem tranquila e maravilhosa, paramos em Espallata, depois no Puente de Inca e, o tempo começou a fechar, temperatura despencar – saímos de 32 em Mendoza para pegar 2 na Fronteira… e, da noite pro dia, a estrada se encheu de neve. Pra resumir, ao contrário da entrada na Argentina, o controle para voltar ao Chile é super rígido, cuatro carros por vez, sendo revistados, cheirados pelos cães da Polícia de Investigaciones, e a neve apertando… Bom, ficamos quase duas horas parados esperando nossa vez, e, cinco carros após o nosso, a fronteira foi fechada para esperar a neve baixar.  😉

Foi ótimo, claro. Karime e Érico ainda não tinham tido contato com a neve e se esbaldaram. Ciça, já acostumada, não ligou muito, mas foi um tudo, encarar neve em Outubro!

Baixamos s cordilheira tranquilamente, e assim foi até chegarmos em Portillo, já com o sol brilhando novamente.

E dá-lhe de neve...

E dá-lhe de neve…

Foi uma viagem deliciosa, e recomendamos muito.

Lógico que iremos fazê-la mais e mais vezes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s