Torta trufada de chocolate com frutas vermelhas

11138647_945865948790852_354798407405749873_nE aproveitando os 10 anos de aniversário de casamento (sim, 10!!!), resolví fazer uma torta que é sucesso, sempre.

E já que aqui no Chile a gente consegue encontrar toda a variedade de frutos vermelhos, não pensei duas vezes nela, a famosa torta de chocolate com frutos vermelhos.

Ingredientes:

Massa:

200 g de biscoito amanteigado de chocolate
3 cls de manteiga sem sal derretida
1 cl de água fria

Recheio:

200 g de chocolate ao leite
200 g de chocolate meio-amargo (usei um 60% de cacau)
1 caixinha de creme de leite (usei light, mas não vai fazer a mínima diferença rsss)
2 cls de licor de sua preferência (desta vez usei vodka Absolut Berries)
30 gramas de manteiga sem sal, derretida,
1/2 caixa de morangos lavados.

Cobertura:
Morangos, frambuesas, mirtilos, groselhas
2cls de sopa de geléia de qualquer fruta vermelha

Modus Operandi
Triture os biscoitos em uma processadora ou liquidificador (na processadora fica mais fácil retirar depois), adicione a manteiga e a água até formar uma ‘farofa’ úmida. Forre o fundo e as laterais de uma forma desmontável de 20cm de diâmetro e leve ao forno pré aquecido por 10 minutos. Retire e reserve.

Para o recheio… Derreta todos os ingredientes do recheio (exceto os morangos) em banho maria, mexendo de vez em quando até homogeneizar (também pode usar o microondas, mas eu prefiro o banho para garantir que o chocolate não queime). Deixe esfriar e reserve.
Quando tudo estiver frio, adicione a metade do chocolate e espalhe. coloque cuidadosamente os morangos na forma e em seguida cubra com o restante do chocolate. Leve à geladeira por cerca de duas horas ou mais e, perto da hora de servir, derreta as duas colheres de geléia, espalhe sobre a torta (que deverá estar firme), e decore com as frutas.
Cuidado… é muito adictivo!
=D

Filé ao mascarpone e curry com arroz de alho porró

Image

Nossa… fazia tempo que eu não escrevia nada de culinária aqui – aliás, faz tempo que ele estava abandonado. Depois da CCakes, eu realmente andei meio enferrujada na cozinha, sem vontade de caprichar nos almoços. 

Massss… vida nova, lógico.

Resolvi arregaçar as mangas e fazer um jantarzinho especial daqueles rápidos, práticos e deliciosos.

Pequei uma peça de filé mignon que estava no freezer, tirei um bom pedaço (não pesei, mas deu para nós dois jantarmos e sobrou um pouco para outra refeição). Temperei com sal, curry em pó e um tiquinho de pimenta do reino. Tiquinho mesmo, pra não mascarar o curry. Enquanto isso começei a fazer o arroz: uma xícara, dois dentes de alho, um talo de alho porró cortado beeem fininho e gengibre em pó. Fiz o arroz de sempre e, na reta final, acrescentei o alho porró e sapliquei com o gengibre ralado. Enquanto isso, a carne pegava tempero.

Na wok, esquentei azeite, dourei meia cebola e juntei a carne para dourar. Quando estava dourando, juntei um pote de mascarpone, deixei derreter e fui controlando sal, mascarpone e curry (precisou uma pitadinha a mais).

Depois foi só lavar uma caixinaha de baby rúcula, temperar e montar os pratos.

Na foto acima, uma folhinha rebelde teimou em escapar, mas o resultado ficou divino!

Em breve, mais receitinhas – prometo!

3x chocolate

Post atrasado, mas vamos lá…

3 receitas com chocolate, que eu fiz nos últimos dias

Brigadeiro sem leite condensado

DSC00962

Este brigadeiro cruzou o meu caminho pela primeira vez no Rainhas do Lar, e desde então, tenho visto ele em vários blogs culinários que curto. Logo que começei a prepará-lo acheei que não fosse dar certo, mas, não é que não só deu certo como ficou uma delicia???

Usei 1 xícara de leite semi-desnatado, 4 colheres de achocolatado (peguei Toddy light) e  1 colher de manteiga. Coloquei tudo numa panelinha em fogo alto e esperei ferver. Abaixei o fogo e com um fouet fiquei mexendo quando a fervura ameaçava subir. Após uns 15 minutos, coloquei em fogo médio e mexi até dar ponto.

Marido que não é lá chegado a diets e lights adorou o doce e eu também – já entrou para a listinha de musts daqui de casa.

Mousse de chocolate com menta

DSC00975Essa mousse eu ví há algum tempo também num blog de culinária, mas salvei o endereço no meio de tantos outros de depois não achei mais. Fiz o basicão de mousses e deu certíssimo, mas, da próxima vez usarei chocolate ao leite, pois achei que ficou sem doce. Usei 1 barra de chocolate semi-amargo, 1 caixa de creme de leite, 1 clara em neve (poderiam ter sido duas) e um pacote de gelatina ICE, sabor menta.

Primeiro eu fiz uma ganache com o chocolate e o creme de leite e, enquanto esfriava, preparei a gelatina de acordo com a metade da água sugerida (250ml). Juntei a gelatina ao chocolate já frio, adicionei a clara em neve e coloquei na geladeira. Ficou super saborosa, mas, como disse, sem açúcar. Quem não curte doce DOCE, vai amar.

Cookie de triplo chocolate

Esta talvez seja a receita mais fácil de cookies que eu já ví…

Você vai precisar de:

70g de açucar branco
70g de açucar mascavo
140g de farinha de trigo peneirada com meia colher de chá de bicarbonado de sódio
100g de manteiga amolecida
1 ovo
100g de cacau em pó
100g de gotas de chocolate ao leite ou amargo (eu usei meia barra de chocolate com paçoca, da Kraft)
100g de gotas de chocolate branco (eu usei 150 de uma barra picada grosseiramente)

Bater a manteiga com o ovo e os açucares até formar um creme homogêneo. Adicionar a farinha, o cacau em pó e amassar nas mãos (fica parecendo uma farfa beeem molhadinha).

Adicionar os pedaços de chocolate e fazer bolinhas com as mãos, como se fossem brigadeiros, colocando-os numa assadeira de teflon sem untar (ou, assadeira normal, sobre uma folha de papel manteiga) deixando um espaço de três dedos entre cada um – eu uso, na assadeira grande, três cookies por fileira.

Assar em forno médio por cerca de 15 minutos (eles se espalham e uma película se forma). Retirar do forno, deixar endureçer um pouquinho e… voilà!

Bon Apetit!!!

Devil's food (cup)cake

p1020080A primeira vez que vi esta receita, foi no programa da Nigella, em que ela fez a versão normal do bolo e colocou uma cobertura de açúcar de confeiteiro com chocolate amargo.

O que se esperar de um bolo que tem a palavra ‘diabo’ no meio?

Com certeza, algo diabolicamente delicioso, ou, como diria aquela música de quando eu era pequena: “tudo que eu gosto é ilegal, é imoral, ou engorda.”, e este muffin aqui, só não é ilegal, pois é imoral de tão gostoso e, sim, não contribui nada à silueta, pois é impossível comer um só.

Os Devil Food Cakes, geralmente levam pouca ou quase nenhuma farinha e têm a consistência tradicionalmente cremosa, diferente dos muffins e cupcakes tradicionais.

Se é fácil fazer?

Dá uma lida e tire as suas conclusões:

Ingredientes (rendem cerca de 12 cupcakes)
– 3 1/2 cls sopa de margarina amolecida
– 1/2 xícara de açúcar mascavo bem apertados  na xícara
– 2 ovos
– 3/4 de farinha de trigo, apertados no fundo da xícara
– 1/2 cl de chá de bicarbonato de sódio (para dar a cor escura ao chocolate)
– 1/4 x de cacau ou chocolate amargo em pó, também bem apertado no fundo da xícara (usei o da garoto, que não tem adição de açúcar)
– 125ml de iogurte natural (a receita pedia sour cream, mas só tinha iogurte em casa)

Opcional: 12 quadradinhos de chocolate (usei uma barra de Alpino que estava de bobeira na geladeira), mas é totalmente opcional – inventei de última hora.

Coloque todos os ingredientes na batedeira e bata até obter um creme espesso, como uma mousse.

Com uma colher, coloque a massa nas forminhas de muffin até mais ou menos a metade. Coloque os quadradinhos de chocolate, e coloque massa o suficiente para cobrir o chocolate. Cuidado para não encher a forma demais, pois o muffin cresce bastante.

Asse em forno pré aquecido a 180°C por 20 minutos, ou até crescerem e ficarem firmes ao toque.

Enquanto os muffins assavam resolvi fazer uma cobertura, afinal, era sexta-feira, havia chegado do escritório cansada e com um desejo descomunal de comer bolo de chocolate (culpa do Café que existe embaixo de meu escritório… caí na bobeira de tomar um café enquanto esperava Amore e a mesa ao lado estava devorando fatias e mais fatias de bolo de chocolate).

Cobertura:
– 125g de cacau em pó ou chocolate amargo (novamente usei o da Garoto)
– 1 xícara de sopa de açúcar de confeiteiro
– 2/3 de  xícara de iogurte natural (usei o que havia sobrado da massa).
Coloque tudo na batedeira e bata em velocidade alta até formar um creme bem brilhoso.

p1020081

Retire os bolinhos do forno, espere esfriar e então confeite. Você pode tanto colocar uma colher de creme em cima do bolo e espalhar com uma espátula passada pela água fria, ou usar um saco de confeiteiro para dar um volume. Como havia comprado um saco ano passado e nunca havia usado, resolvi estrea-lo.

O resultado?

p1020105

Então tá… repare no chocolate do recheio, ainda mole, querendo sair da massa… Indrescritível.

Ah, sim, não deu para tirar foto da Ciça comendo o muffin, ou eu ajudo ou tiro a foto, e não dá para fazer os dois ao mesmo tempo rsss